Além das tarifas dos ônibus das linhas regulares de Salvador, que sofrem aumento de R$ 4 para R$ 4,20, as passagens dos ônibus metropolitanos e do sistema metroviário Salvador-Lauro de Freitas também tiveram reajuste. As novas tarifas entraram em vigor nesta quinta-feira, 12.

O aumento anual foi autorizado pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) e pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur).

A passagem do metrô, sem reajuste desde janeiro de 2018, passou de R$ 3,70 para R$ 3,90. Já as novas tarifas das linhas rodoviárias metropolitanas sofreram alta de R$ 0,10, para as linhas metropolitanas dos anéis 1 e 2, e de R$ 0,20, para linhas metropolitanas do anel 3.

As tarifas das linhas do Anel 1, ônibus que circulam nas cidades de Simões Filho e Lauro de Freitas, passam a custar R$ 4,10.

Variações

Já as tarifas das linhas que atendem Camaçari e Candeias, Anel 2, custarão R$ 5,80. As tarifas das linhas do Anel 3, Dias D’Ávila, Mata de São João, São Sebastião do Passé, Madre de Deus, serão R$ 8,10.

O reajuste é concedido com base na correção de uma cesta de índices, a exemplo da variação do diesel, Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O anúncio da nova tarifa dos ônibus de Salvador, no valor de R$ 4,20, passando a vigorar hoje, foi feito pela prefeitura de Salvador na terça-feira passada.

Protesto

A tarifa atualmente custava R$ 4 e a possibilidade do aumento já tinha motivado um protesto de estudantes no dia anterior na Estação da Lapa. O grupo está anunciando outra manifestação para hoje, no final da tarde, desta vez na região do Iguatemi.

De acordo com informações divulgadas pela prefeitura ao confirmar o aumento, 48 horas antes da entrada em vigor, a atualização da tarifa está prevista em contrato com as empresas do transporte público, a um valor que não ultrapassasse os R$ 4,20, referente à reposição da inflação oficial em 2019, assim como a chegada de 300 ônibus climatizados ao sistema de transporte público ainda este ano.

Compartilhar