Por Alex Torres

O governador Rui Costa (PT-BA) anunciou nesta terça-feira, 28, durante transmissão do “Papo Correria”, que não haverá festa junina em nenhum município da Bahia neste ano. A ação se dá com base na precaução de contaminação do coronavírus, mediante a aglomeração gerada pelos festejos.

“Com todos os dados que nós temos, não teremos condições de ter festa junina em nenhuma cidade da Bahia. Mesmo aquelas cidades que ainda não tem casos. Porque as pessoas podem se deslocar de um lugar para o outro é levar o vírus, podendo contaminar o povo”, explicou o gestor.

“O decreto prorroga a suspensão das aulas até o dia 3. Ainda não recebemos os respiradores e estamos concluindo as ampliações de leitos dos hospitais. Então não há possibilidade de retorno das aulas no dia 3 e iremos adiar por mais 15 dias, para que possamos melhor avaliar a situação do estado”

Quanto a conclusão do ano letivo, Rui falou da necessidade de reprogramar o calendário. Segundo ele, não deverá haver as férias no meio do ano – em junho e julho – para que os colégios possam concluir suas aulas ainda em 2020.

“Muito tem se falado de aulas na internet. Isso serve para manter os alunos em aulas, mas não temos condições de fazer isso uma vez que a maioria dos alunos da rede estadual são de famílias de baixa renda e não possuem internet em casa, além de muitos também residirem na zona rural”, afirmou.

Sobre a utilização de mascaras, o governador revelou que a partir de segunda-feira, 4 de maio, passará a ser obrigatório o uso da proteção no metrô da capital baiana, para a população e funcionários da CCR. A medida visa diminuir a contaminação pela pandemia em espaços públicos.

Rui ainda revelou utilizar tecnologia similar ao de Reconhecimento Facial na estações de Salvador para detectar possíveis infectados, através da temperatura das pessoas. Inicialmente, o novo equipamento deverá ser testado em duas estações com disponibilidade de uma equipe para realizar exames e, em caso de positivo, serem ‘convidadas’ a retornarem às suas casas.

O governador ainda falou quanto a compra de respiradores para o estado. Além das doações recebidas do equipamento, o governo afirmou ter feito compras da tecnologia, mas que ainda não chegaram. “A primeira compra foi apreendida nos EUA e outras que realizamos, ainda não chegaram”.

Por fim, o secretario de saúde do estado Fábio Vilas-Boas trouxe uma previsão mais otimistas quanto ao desenvolvimento dos casos de coronavírus. Segundo ele, a Bahia tem registrado um aumento da taxa de curados, com 514 pacientes que receberam alta e já desenvolvem suas atividades normalmente.

“Temos uma taxa de internação em UTI abaixo de 4% e um crescimento médio ao longo dos cinco dias que está se mantendo abaixo de 8%. Essas notícias mostram que os esforços tem valido a pena”, concluiu.

Com informações do A Tarde

Compartilhar