Pré-candidata a Prefeitura de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, a atual deputada estadual Mirela Macedo (PSD) informou que não existe nenhum tipo de desconforto na candidatura com a possibilidade de concorrer com Moema Gramacho e Teobaldo Costa.

Mirela foi eleita vice-prefeitura em 2016 no mandato de Moema Gramacho e é ex-esposa de Teobaldo Costa. Em entrevista na manhã desta quinta-feira, 6,na rádio A TARDE FM, a deputada esclareceu que o fato de ter mais candidatos é algo bom para o povo de Lauro de Freitas e que não se sente incomodada com a eleição.

“Para mim também não existe nenhum tipo de desconforto. É legítimo, qualquer pessoa que for se candidatar e que tenha o título no município pode fazer a candidatura. Já que eles entendem que é importante a candidatura deles, é legítimo, faz parte da democracia”, comenta.

Segundo Mirela Macedo, que também é presidente do PSD na Bahia, Moema Gramacho não declarou apoio durante sua candidatura para deputada estadual em 2018.

“Em 2018, por exemplo, a atual gestora não declinou nenhum tipo de apoio à minha candidatura. Foram sete candidatos a deputado estadual permitido pela gestão e mesmo assim fui a mais votada do município”, pontua a deputada.

Que finaliza: “Eu construí uma história muito bonita com o povo de Lauro de Freitas, depois de muito trabalho e muita confiança. Não foi possível se ter uma caminhada juntos, porque quem me conhece sabe que não sei fingir que trabalho. Ou eu assumia um trabalho na assembleia legislativa e trabalhava pelo povo da Bahia ou eu assumia como vice de Lauro e renunciava como deputada. Eu não iria ficar ganhando dinheiro público estando de mãos e pés atados”.

Compartilhar