O governador Rui Costa (PT) evitou tecer comentários ontem a respeito da linha a ser seguida por sua base eleitoral na corrida pela Prefeitura de Salvador em 2020. “Não conversei com ninguém ainda sobre estratégia, se é um, duas ou três candidaturas da base”, declarou em evento na Arena Fonte Nova.

Para o petista, o grupo tomará uma decisão “a partir de uma análise do que vai acontecer nos próximos meses”. “Você não de define a priori como uma coisa ideológica ou de adivinhação. Isso é a realidade concreta que vai demonstrar qual é a melhor estratégia ou eventualmente a percepção que você tem do eleitorado, do perfil de um candidato”, destaca.

Ele avalia que o ideal é que os partidos não lancem, dentro do mesmo perfil de candidato, mais de uma candidatura. “Se são perfis diferentes, se alcançam eleitorados diferentes, não necessariamente é ruim. Agora, se são candidaturas que disputam dentro da mesma fatia do eleitorado, você não acrescenta muito”.

“Como eu disse, vamos conversar isso a partir de janeiro. Estou pedindo a todos que contenham a ansiedade. Nós temos nos próximos dias muitas inaugurações. Na sexta-feira, vou entregar mais uma policlínica em Simões Filho, dia 5 está marcada a ordem de serviço do VLT, dia 9 a ordem de serviço do metrô de Pirajá até Águas Claras… Essas obras devem empregar mais de 10 mil pessoas em Salvador. Então, imagine o quanto quem trabalha na construção civil está ansioso para começar a trabalhar”, completou.

Ele também não quis fazer avaliação sobre a conjuntura política. “É prematuro falar disso, ainda. A cabeça do eleitor não funciona como a cabeça do político e jornalista. Então, acho prematuro ficar falando disso, mas vamos buscar apresentar no estado inteiro as candidaturas que defendem um país de inclusão social, de diálogo, que não discrimine negros, pobre e mulheres; e que não pregue a violência. Vamos deixar bem claro que nós somos diferentes daqueles que representam na Bahia quem prega a violência, o ódio, excludente e que só castiga a população pobre”.

Rui também confirmou o deputado federal Nelson Pelegrino (PT) como novo secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur) do estado. O parlamentar é pré-candidato a prefeito. “Confirmo, ele é o novo secretário de Desenvolvimento Urbano”, disse Rui, negando, por outro lado, que a nomeação tenha relação com a eleição de 2020. “Não tem nenhuma relação com eleição de 2020. Não tem nenhum caráter de cunho eleitoral ou de preparação para 2020. Ele passa a ser secretário a partir desta semana. Me reuni com ele uma ou duas vezes e a partir de hoje é o secretário da Sedur”, falou.

Compartilhar