Sergio Moro voltou a fazer comparações entre Jair Bolsonaro e Lula.

Em entrevista à agência France-Presse, Moro disse que ambos possuem “um caráter um tanto populista” e são exemplos de extremos do espectro político brasileiro, que “devem ser evitados”.

“Ambos têm um caráter um tanto populista na formulação das políticas públicas, com a diferença de que o presidente Bolsonaro seria um populista de direita, e Lula, de esquerda.

E acrescentou:

“De certa maneira, [Bolsonaro e Lula] são dois extremos, na minha opinião respeitosa, que devem ser evitados.”

Compartilhar