Mário Kertész comentou na manhã desta quarta-feira (30), a saída do senador Walter Pinheiro, do PT, depois de 33 anos. Na oportunidade, MK contou um episódio envolvendo o ex-petista: “Eu não queria comentar, porque achei algo bizarro. Ele esteve para sair do PT na época do escândalo do mensalão, Lula ficou p… da vida com ele. Iria para o PSOL, aí Wagner elegeu ele senador, ele não pode dizer que foi com a força dele, porque não tem. Mas, em almoço aqui, comigo, proposto por Edmon Lucas, Pinheiro disse que queria ser prefeito de Camaçari, porque Caetano estava brigando com Ademar Delgado. Aí ele entraria para resolver a situação, juntaria o PMDB e resolveria. Não gosto disso, acho que em política o cidadão precisa ter lado”, disse.

Compartilhar