O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) pediu a prisão do vereador Antonio Elinaldo de Araújo Silva, pré-candidato do DEM à Prefeitura de Camaçari. Em dezembro do ano passado, o democrata foi preso dentro da Câmara Municipal, mas acabou libertado no mesmo dia, após conseguir um habeas corpus.

De acordo com o MP, a suspeita é de que Elinaldo seja líder de uma organização criminosa, identificada como O Pinta, envolvida na exploração de jogos do bicho, sonegação de impostos, enriquecimento ilícito e lavagem de dinheiro. Segundo a investigação conduzida pela Polícia Civil e o Ministério Público da Bahia (MP) em Camaçari, no âmbito da Operação Caronte, o grupo agia na própria cidade há 28 anos, além de outros municípios nas redondezas.

Compartilhar