Considerada por muito tempo como brincadeira de criança e, também, ferramenta na terapia para desestresse dos mais velhos, o mundo dos games vem se mostrando um promissor mercado de trabalho, até mesmo para os mais jovens.

Jogador de Fortnite desde os 4 anos, o norte-americano Joseph Deen, atualmente com 8 anos, tornou-se o segundo jogador mais jovem do mundo fechar um contrato profissional do game. O vínculo firmado com a equipe profissional Team 33, sediada na Califórnia, nos Estados Unidos, foi estabelecido em US$ 33 mil, cerca de R$ 185 mil.

Além do valor, o menino também recebeu um computador de alta velocidade, que colabora diretamente com o seu desempenho nas partidas do game jogador por milhões de pessoas no mundo.

 

De acordo com Deen, o contrato é algo que vinha sendo desejado há muito tempo. “Pensava muito em ser um jogador profissional, mas ninguém me levou a sério até o Team 33 aparecer”, declarou em entrevista À BBC.

Conforme o diretor-executivo e fundador do Team 33, Tyler Gallagher, o menino foi descoberto por um dos olheiros do grupo. O que lhe causou o desejo de conhecer o Joseph. “Então eles começaram a jogar partidas um contra o outro o máximo que podiam, todos os dias. Depois de um tempo, meu olheiro falou: ‘Você tem que contratar esse garoto, do contrário outra pessoa o fará”, contou.

Segundo a mãe da criança, Gigi, apesar de conter armas e caça, o jogo não é considerado violento pela família, que restringe horários para as partidas durante a semana. “Eu vi o jogo e não acho que estejamos fazendo nada de errado. Ele é uma criança equilibrada e vem de uma boa família. não é afetado por isso”, diz a mãe, que vem guardando todo dinheiro recebido na poupança do menino.

Autorização

Apesar de ser considerado jovem demais para jogar Fortnite, pelo órgãos de certificação de idade do mundo, segundo a equipe, a criança está legalmente autorizada a participar de torneios sem premiação. “Também planejamos aumentar sua presença online no YouTube, o que também é legal. Com maior presença da internet, planejamos criar e vender produtos em torno dele”, declarou o Team 33.

Segundo o Guiness Book, livro dos recordes, a criança mais jovem a assinar um contrato profissional de Fortnite foi o americano Victor De Leon III (Lil Poison), em 2005, aos 7 anos.

Compartilhar