Dois meliponários vão ser instalados na tarde desta terça-feira, 28, nas hortas comunitárias dos condomínios Vila Anaiti e Vivendas do Imbuí, em Salvador. As estruturas são apropriadas para hospedar colônias de abelhas sem ferrão.

Segundo informações da Prefeitura Municipal de Salvador, os equipamentos vão acompanhados de abelhas da espécie uruçu, nativa do Brasil.

As estruturas são as primeiras colônias entregues pela entidade, através do projeto Hortas Urbanas e Pomares. O objetivo é o à polinização não só das hortaliças nesses locais, mas também das árvores nativas da mata atlântica plantadas em toda a cidade. Os meliponários vão potencializar o cultivo das hortas comunitárias da cidade e favorecer a biodiversidade em Salvador.

“Aumentar a quantidade de abelhas sem ferrão em nossa cidade é extremamente benéfico para o equilíbrio do nosso planeta. Elas são responsáveis pela polinização de plantas e, com isso, podem aumentar a produtividade em hortas e o número de árvores na cidade”, explicou o secretário de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), André Fraga.

Compartilhar