O presidente da Odebrecht , Marcelo Odebrecht, jamais permitiu que a empresa se preparasse para a hipótese de ele ser preso, de acordo com informações do colunista Lauro Jardim.

Segundo o colunista, há uma parcela razoável de advogados que tem batido na tecla de uma suposta escassez de provas para a prisão preventiva de Marcelo Odebrecht. Beleza. No entanto, até o momento, não conseguiram redigir um pedido de habeas corpus passados cinco dias de prisão.

marceloodebrechtpreso_1Ainda de acordo com o colunista, a estratégia de defesa da Odebrecht é bem clara, entrar com o habeas corpus dos seus diretores presos antes de o pedido de libertação de Marcelo Odebrecht ser feito.

A publicação afirma também que os diretores serviriam como uma espécie de cobaia. “A defesa quer ver quais os argumentos que serão aceitos pela Justiça para só então partir para formatar o habeas corpus do presidente da empresa. O que não der certo com os diretores, será descartado para Marcelo”, diz o colunista.

Compartilhar