Por Wendel de Novais

Na manhã desta quinta-feira (13), manifestantes fizeram um buzinaço e gritaram palavras de ordem na frente da Prefeitura de Salvador. O protesto tem como objetivo chamar a atenção da administração municipal para a necessidade de reabertura dos cursos livres, como os de idiomas e profissionalizantes.

Segundo Daniel Baldacci, um dos organizadores do protesto, a liberação destes cursos é necessária e não representa risco de disseminação do coronavírus. “Nós queremos chamar atenção do município para sermos tratados de acordo com nossas especificidades. O ensino livre, diferente do público, não tem características de aglomeração. Queremos ser inseridos no protocolo de retorno. Podemos retornar com segurança para as nossas atividades”, disse Daniel, gestor da Rede Instituto Mix.

O gestor afirmou que as aulas de cursos livres costumam levar menos de 10 alunos para as salas e não devem ser tratadas como as instituições municipais de ensino. Os manifestantes permaneceram por no local buzinando, apitando e declarando palavras de ordem direcionadas ao prefeito ACM Neto.

Com informações do Correio da Bahia

Compartilhar