Lenda do Los Angeles Lakers e membro do Hall da Fama do basquete, o ex-jogador Magic Johnson está oferecendo US$ 100 milhões (R$ 565 milhões) em capital para ajudar donos de empresas que sejam mulheres ou façam parte de minorias e que tenham sido impactados financeiramente pela pandemia do novo coronavírus.

Magic está trabalhando com a MBE Capital Partners para oferecer empréstimos para essas pessoas.

– Isso vai ajudá-los a manter empregados e suas portas abertas – falou o ex-atleta ao “Squawk Box”, da CNBC, na terça-feira.

Ele completou:

– Esses negócios, pequenos negócios, são incríveis e têm sido o pilar da nossa comunidade, que também emprega pessoas negras em nossa comunidade.

Na entrevista à CNBC, Johnson ressaltou a necessidade de manter negócios de latinos e afro-americanos viáveis durante a pandemia:

– Precisamos nos lembrar de que esses negócios estão na comunidade urbana há tempos, e eles têm feito coisas incríveis.

Membro do Hall da Fama e um dos responsáveis pelos cinco títulos dos Lakers nos anos 80, Magic, que tem 60 anos, possui múltiplos negócios desde que se aposentou. Ele disse, na entrevista, que se surpreendeu com o pedido dos Lakers para receber um empréstimo emergencial no valor de US$ 4,6 milhões, que chegou a ser recebido, mas foi devolvido depois.

– Eles fizeram o certo (em devolver). Jeanie Buss é uma grande proprietária, e ela é esperta, então estou feliz que devolveu o dinheiro porque há muitas empresas que realmente precisam dele, e ela foi esperta o suficiente para entender isso.

Questionado sobre a volta da NBA e de outros esportes, ele disse que apoia um “reinício seguro” com “estádios vazios”:

– Precisamos disso. Necessitamos ds esportes. É como escapamos das nossas vidas diárias. Então, precisamos da volta dos esportes, especialmente se vamos seguir seguros em casa – concluiu.

Compartilhar