LEIA TAMBÉM:

A crise do novo coronavírus já provocou “mais de 40 milhões de euros de perdas” (US $ 45 milhões) para o museu do Louvre, informou seu presidente, que anunciou um “plano de transformação” em vista das Olimpíadas de Paris de 2024.

“O que constatamos e o que pode ser estimado: perdemos mais de 40 milhões de euros entre bilheteria, aluguel de espaços e renda variada”, disse Jean-Luc Martínez, chefe do museu mais visitado do mundo, com 9,6 milhões de entradas em 2019.

Compartilhar