Novas doses da produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo, chegaram ao aeroporto de Salvador, na manhã desta sexta-feira (26). Conforme o governo da Bahia, a carga, com 347 mil doses dos imunizantes chegou por volta das 10h em um voo comercial.

Segundo o governo, do total de doses, 141 mil foram produzidas pela Fiocruz e 206 mil pelo Butantan. Este é o nono envio que chega ao estado. Com a chegada desta carga, a Bahia totaliza 2.386.600 doses recebidas, desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa, segundo informações da Sesab.

A última vez que a Bahia recebeu lotes de vacinas contra Covid-19 foi em 17 de março. Na ocasião, 308,6 mil doses chegaram no estado.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, o prefeito de Salvador, Bruno Reis, antecipou que a capital baiana vai ficar com 60 mil imunizantes.

Na última terça-feira (23) a Bahia ultrapassou a marca de 1 milhão de baianos vacinados com a primeira dose da vacina contra o a doença.

As vacinas serão enviadas para o interior da Bahia em aeronaves do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar e da Casa Militar do Governador (CMG), após a organização das doses feita pela equipe da coordenação de imunização do estado. Elas serão encaminhadas para as centrais regionais no interior da Bahia e depois despachadas para os municípios.

A previsão de chegada da vacinas em Ilhéus, cidade do sul da Bahia, e Eunápolis, que fica no extremo sul, é no período da tarde. Ainda não há definição sobre o horário exato. Já em Barreiras, no oeste do estado, os imunizantes devem chegar por volta das 16h30.

As doses que chegaram nesta sexta-feira serão enviadas, exclusivamente, aos municípios que aplicaram 85% ou mais das doses anteriores. Esta foi uma decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que é uma instância deliberativa da saúde e reúne representantes dos 417 municípios e o Estado.

Esta nova remessa possibilita que continue sendo imunizado o público alvo da primeira fase do plano de vacinação contra Covid-19. Outra definição feita em CIB autorizou os municípios que conseguirem alcançar as metas da primeira fase, a ampliar a aplicação das doses para idosos de 65 anos ou mais, de forma decrescente de idade.

Também em reunião da CIB ficou definido que a população quilombola e pessoas com doença renal crônica em tratamento de hemodiálise poderão ser vacinadas.

Coronavírus na Bahia

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou 139 novas mortes por Covid-19 em um único dia, na quinta-feira. Com isso, o estado chegou a 13.631 mortes provocadas pela doença e 783.558 casos confirmados, desde o início da pandemia.

A Sesab informou também que na Bahia, até as 15h de quinta, 228 solicitações de internação em leitos de UTI adulto constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Além disso, haviam também 118 pedidos de regulação para leitos clínicos adulto.

O boletim informou também o número de vacinados no estado. De acordo com a Sesab, 1.213.020 pessoas foram vacinadas contra a Covid-19, dos quais 303.015 receberam também a segunda dose até as 15h de quinta.

Nesta sexta, os idosos com 68 anos ou mais que residem em Salvador terão acesso a primeira dose da vacina contra Covid-19.

Na parte da manhã, das 8h às 12h, serão atendidas as pessoas com 68 anos ou mais nascidos entre 26 de março e setembro de 1952. Já no período da tarde, das 13h às 16h, será a vez dos indivíduos com 68 anos ou mais nascidos entre outubro de 1952 e 26 de março de 1953.

Bruno Reis anunciou na manhã desta sexta, em entrevista ao Jornal da Manhã, que a vacinação contra a Covid-19 para idosos a partir de 67 anos começará na manhã de sábado (27) e os idosos com 66 anos no domingo (28).

Compartilhar