Com 20 dias de fuga, Lázaro Barbosa planejava sair do estado de Goiás e, talvez, do Brasil, informou o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda. Um dos indicativos desta tentativa é uma quantia de dinheiro encontrada com o maníaco.

Lázaro foi morto por policiais nesta segunda-feira (28). Ele foi atingido por disparos efetuados por um helicóptero.

Ainda de acordo com Rodney, houve uma troca de tiros entre a polícia e o suspeito no momento do cerco. Lázaro teria descarregado uma pistola em direção aos integrantes da força-tarefa. Nenhum deles se feriu.

Outro ponto que chamou a atenção do secretário é que Lázaro trocava de roupa constantemente. “É um indício de que havia uma rede de pessoas que o ajudavam. Pessoas que não tinham interesse em vê-lo capturado”, disse Rodney em coletiva.

Um fazendeiro e um caseiro foram presos por ajudar Lázaro no último dia 24. Neste momento, a ex-mulher e ex-sogra estão sendo ouvidas. Elas também são suspeitas de serem cúmplices do psicopata.

Compartilhar