A Johnson & Johnson anunciou hoje (23) o início da fase 3 de testes da vacina contra covid-19 desenvolvida com o laboratório Janssen. A expectativa é de que 60 mil pessoas sejam testadas. Voluntários de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru, África do Sul e Estados Unidos serão selecionados.

Os testes por aqui já foram autorizados pela Anvisa e devem começar em outubro com 7.000 voluntários de SP, RJ, RS, PR, MG e BA.

Ao contrário de outras candidatas, a imunização terá dose única. De acordo com a empresa, os resultados das fases 1 e 2 foram positivos e devem ser publicados em breve.

“Como a covid-19 continua a impactar a vida diária das pessoas em todo o mundo, nosso objetivo permanece o mesmo —alavancar o alcance global e a inovação científica de nossa empresa para ajudar a colocar um fim a esta pandemia”, disse Alex Gorsky, presidente e diretor-executivo da Johnson & Johnson.

O estudo da fase 3 é um ensaio clínico duplo-cego, controlado por placebo projetado para avaliar a segurança e eficácia de uma única dose de vacina em relação ao placebo.

Além da Johnson & Johnson, outras empresas e laboratórios estão com a vacina na fase como a AstraZeneca em conjunto com a Universidade de Oxford, a Sinovac e a do governo russo.

Compartilhar