Isadora Ribeiro, 55 anos, musa nos anos 90 por novelas como “Tieta”, “Explode Coração” e “Torre de Babel”, diz que se sente “honrada” por ser considerada um símbolo sexual. A atriz diz ainda que é grata pela oportunidade de ter posado nua em revistas masculinas.

“Ser um símbolo sexual nunca me atrapalhou, ao contrário, é uma honra representar a beleza e a sensualidade da mulher brasileira. Fiz fotos nuas de muito bom gosto com fotógrafos como Luis Crispino e Klaus Mitteldorf. Utilizei a chance de realizar esses trabalhos sensuais para desmistificaro preconceito que algumas pessoas tinham, no passado, com relação à liberdade de a mulher ser o que ela quiser ser.”, disse.

Isadora posou foi capa de revistas masculinas em três oportunidades, duas vezes para a Playboy e uma para a Sexy.

“Além de fazer fotos lindas, de bom gosto, eu utilizei essa ferramenta para chamar atenção para ser reconhecida também através do meu trabalho de atriz. Desde o início lutei por isso e fui me qualificar”, disse.

Sobre “o segredo” de manter a aparência jovem por tantos anos, afirmou: “A resposta é sempre a mesma: água, comer e dormir bem, e ser do bem. Beleza interior não é papo só para decorador. Existe!”.

Compartilhar