Os índices futuros de Nova York estão em forte queda na manhã de hoje e chegaram a ter queda de 5%, no limite de baixa (que leva à interrupção dos negócios por alguns minutos), em meio às incertezas sobre se os estímulos anunciados para conter os impactos econômicos do coronavírus serão suficientes.

Pouco antes das 7 horas, o futuro do Dow Jones afundava quase 4%, depois de o índice ter fechado ontem em alta de 5,20%. O futuro do S&P 500 caía 3,7% e o do Nasdaq tinha baixa de 4,4%.

Ontem, o Federal Reserve, banco central americano, anunciou uma injeção de liquidez de US$ 500 bilhões no sistema financeiro. Inicialmente, a medida foi bem recebida pelos investidores e as bolsas subiram. Hoje, porém, a reação está diferente.

As bolsas de valores da Ásia também registraram perdas expressivas. O mercado da Coreia do Sul fechou com queda de 4,9%, enquanto o de Hong Kong terminou com uma desvalorização de 4,2%. Na China, a baixa foi de 1,8% e, no Japão, ficou em 1,7%.

Segundo a CNBC News, após Hong Kong ter imposto ontem quarentena para os estrangeiros, hoje foi a vez de o governo de Taiwan decretar quarentena por causa da pandemia do coronavírus.

As bolsas europeias abriram em baixa. Na Alemanha, na França e no Reino Unido, as quedas estavam em torno de 4,5%.

Após a recuperação de ontem, os mercados podem partir hoje para mais um sell-off.

Compartilhar