O Ibovespa dispara nesta sexta-feira (5) após dados econômicos dos Estados Unidos mostrarem uma recuperação impressionante do mercado de trabalho. O Relatório de Emprego mostrou que o país criou 2,5 milhões de postos de trabalho no mês passado, enquanto os economistas ouvidos pela Bloomberg projetavam uma queda de 7,5 milhões no número de empregos.

Além disso, a taxa de desemprego dos EUA caiu de 14,7% para 13,3%. Os economistas esperavam que ela subisse para 19% no período. O dado mostra que a recuperação em V das economias que saem das quarentenas é uma realidade e que a crise do coronavírus, pelo menos nos países desenvolvidos, pode ter duração menor do que esperavam os especialistas.

Às 10h11 (horário de Brasília) o Ibovespa subia 3,17% a 96.804 pontos.

Enquanto isso, o dólar comercial tem baixa de 2,41%, a R$ 5,0064 na compra e R$ 5,0076 na venda. Já o dólar futuro para julho opera em queda de 2,3% a R$ 5,007.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 vira para alta de três pontos-base a 3,03%, o DI para janeiro de 2023 tem alta de dois pontos-base a 4,07% e o DI para janeiro de 2025 recua um ponto-base a 5,70%.

Por aqui, as manifestações pró-Democracia marcadas para domingo entram no radar dos investidores. Representantes do governo e do Distrito Federal irão se reunir para definir se a Força Nacional de Segurança Pública deve ser utilizada nos protestos que ocorrerão na Esplanada dos Ministérios.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, pediu para que seus apoiadores não vão às ruas no fim de semana e chamou os manifestantes contra seu governo de “marginais”. Os protestos ocorrem em um momento em que o número de vítimas fatais pela Covid alcança um novo recorde, com 1.473 óbitos em 24 horas.

Mesmo com a escalada das mortes e contaminações pelo novo coronavírus, as empresas começam a se preparar para a reabertura de seus negócios. A brMalls informou esperar que até julho esteja com todos os seus shoppings em funcionamento.

A empresa divulgou, na noite de quinta-feira, um lucro líquido ajustado de R$ 130 milhões no primeiro trimestre, uma queda de 24% na comparação com os três primeiros meses de 2019.

Na mesma base de comparação, a receita líquida caiu 5,8%, para R$ 295,976 milhões. Já o Ebitda passou de R$ 232,512 milhões para R$ 245,812 milhões, uma alta de 5,7%.

Fora da temporada de balanços, a Centauro fixou em R$ 30 o preço de sua ação no “follow on”. Com isso, a varejista de artigos esportivos levantou R$ 900 milhões, segundo informou o jornal “Valor Econômico”.

Os recursos serão utilizados, principalmente para o pagamento da compra da operação brasileira da Nike.

Os funcionários da companhia área Gol aprovaram, na quinta-feira à noite, proposta de acordo coletivo que inclui programas voluntários de licença não remunerada, demissão voluntária (PDV), aposentadoria ou redução de salário e jornal (“part-time”), segundo a “Folha de S.Paulo”.

Caso não ocorra adesão voluntária a esses programas, a empresa pode fazer dois programas de redução compulsória de jornada e salário, que irão vigorar até 2021.

 

Compartilhar