Um homem de 42 anos foi encontrado sem vida, no fim da tarde deste feriado de segunda-feira (7), depois de se afogar na região da Praia do Flamengo, em Salvador. Uma equipe de salvamento aquático do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia fez a retirada do corpo dele do mar e há informações de uma segunda vítima, um adolescente de cerca de 20 anos, que não foi encontrado.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros informou que o adolescente havia sido encontrado e não o homem. A informação foi corrigida por volta das 19h40.

Segundo os Bombeiros, as buscas pelo adolescente foram encerradas pelas equipes em razão da falta de luminosidade e serão retomadas na manhã desta terça-feira (8). Ainda não há informações sobre o vínculo entre os dois.

A princípio, o Corpo de Bombeiros soube que era apenas uma vítima e que se tratava de uma criança. Os bombeiros se deslocaram até a praia por volta das 15h20 e as buscas aconteceram nas imediações da Barraca do Lôro. Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também esteve no local.

O acesso às praias em Salvador, durante a pandemia, está proibido e é fiscalizado pela operação ‘Tira o pé da areia’, liderada pela Guarda Civil Municipal. A força-tarefa começou no sábado e fez monitoramento até as 17h desta segunda-feira no intuito de orientar que as pessoas saiam das praias. Muitas estão interditadas e o acesso a elas ainda não foi liberado pela prefeitura.

Segundo Maurício Lima, diretor municipal de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, locais como a Praia do Flamengo, próximo ao local do afogamento, têm fiscalização e interdição mais difíceis por conta da quantidade de entradas e saídas.

Cerca de 50 Km de praia, entre os trechos de São Tomé de Paripe e Praia do Flamengo, foram fiscalizados neste feriadão, conforme balanço da Guarda Civil Municipal. A operação contou com 60 agentes do órgão, com reforço ainda da Salvamar, Secretaria Municipal de Ordem Publica (Semop), Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e Transalvador.

Um homem com passagens pela polícia e sob medidas restritivas de liberdade foi identificado curtindo a Praia de Piatã durante o feriadão. Ele disse aos guardas que possuía autorização para saída, mas como estava sem documentos, foi levado à delegacia da Central de Flagrantes, na região do Iguatemi, para a adoção das medidas cabíveis.

Compartilhar