Um homem foi detido na primeira noite do “toque de recolher” na cidade de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador. A medida de restrição do movimento foi tomada para conter a proliferação do coronavírus.

O toque de recolher começou na sexta-feira (29) e segue até o dia 5 de junho. Com isso, fica proibida a circulação de pessoas das 20h às 5h. Apenas as farmácias e postos de combustível poderão funcionar sem restrições.

Todos os acessos da cidade foram fechados, sendo liberados apenas profissionais de saúde e pessoas que comprovassem algum tipo de emergência.

A fiscalização foi feita pela prefeitura, das polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros. As equipes percorreram as ruas do bairro para conversar com moradores que descumpriam a medida e conscientizar sobre a importância do isolamento.

Na entrada pela BA-093, um homem ficou revoltado por não poder passar e precisou ser detido pela Guarda Municipal e levado para a delegacia da cidade. Não há detalhes se ele ficou preso.

“Nesse momento de crise as pessoas devem se conscientizar de que o melhor remédio é estar dentro de suas casas, é o isolamento e que tudo isso vai passar”, disse o delegado do município, Leandro Acássio.

As equipes encontraram também um bar aberto, que teve que fechar as portas. Em outro estabelecimento, as portas estavam fechadas, mas tinha gente jogando do lado dentro. As pessoas foram dispersadas pelas equipes.

Um taxista que saiu de Salvador e ia passar por dentro do município teve que dar a volta e procurar outro caminho.

“Fui pego de surpresa. Estou fazendo o roteiro da empresa, levando o rapaz para a empresa. Agora vou ter que retornar e procurar outro caminho para seguir minha viagem”, disse o taxista Carlos André.

O superintendente de trânsito de Simões Filho, Regilson Costa, reiterou a importância do isolamento social.

“Infelizmente ainda existem pessoas que não se conscientizaram de que o caso é grave e sério”, disse ele.

Compartilhar