A Grécia anunciou nesta sexta-feira (29) que abrirá seus aeroportos de Atenas e Tessalônica (norte) aos turistas de 29 países a partir de 15 de junho, quando começa a temporada turística, segundo o Ministério do Turismo.

Na lista estão cerca de quinze países da União Europeia (UE), entre eles Alemanha, Áustria, Dinamarca, Finlândia, República Checa, os países bálticos, Chipre, Malta, assim como os países dos Bálcãs, segundo um comunicado do Ministério.

França, Espanha, Reino Unido e Itália, os mais afetados pela pandemia de COVID-19 na Europa, não estão incluídos atualmente nesta lista.

Além da UE, turistas da Suíça, Noruega, países dos Bálcãs como Albânia, Sérvia ou Macedônia do Norte, também poderão aterrissar nos aeroportos de Atenas ou Tessalônica, a segunda cidade grega no norte do país.

A lista inclui também Austrália, Japão, Israel, Líbano, China, Nova Zelândia e Coreia do Sul.

O Ministério não excluiu a ampliação dessa lista antes de 1 de julho, data de abertura dos aeroportos regionais gregos.

Um teste de detecção do coronavírus por amostra será realizado em turistas provenientes desses países, diz o comunicado.

Compartilhar