O projeto de plano anual do Instituto Vladimir Herzog para o ano de 2021, que buscava aprovação na Lei de Incentivo à Cultura, o novo nome da Lei Rouanet, foi reprovado pela Secretaria Especial da Cultura do governo federal.

Essa é a primeira vez, em dez anos, que um plano anual da instituição é rejeitado.

Compartilhar