Numa coincidência curiosa, Globo e Record darão início à retomada das gravações das novelas interrompidas por causa da pandemia no mesmo dia. Está previsto para a próxima segunda-feira (10) o retorno aos estúdios dos atores de “Amor de Mãe” e “Amor Sem Igual”.

Ambas as emissoras cumprirão um rígido protocolo envolvendo redução do número de pessoas nos estúdios, acesso limitado a determinadas áreas e realização de exames de elenco e produção.

Na Globo, divisórias de acrílico foram construídas nas áreas de convivência para separar os atores, que terão de chegar para o trabalho com figurino e maquiagem já feitos. A comida terá de ser levada de casa.

Na Record, foi estabelecido o máximo de 30 profissionais nos estúdios, com medição de temperatura obrigatória.

Ambas as tramas também sofrerão mudanças na narrativa. Enquanto “Amor de Mãe” recorrerá a gravações remotas para explicar a pandemia e manter atores que moram em outros estados, “Amor Sem Igual” vai banir beijos, abraços ou cumprimentos que exijam toques físicos.

Ambas as produções falarão sobre a chegada do coronavírus e mostrarão a maneira como a pandemia impactou a vida de alguns personagens. Atores em grupos de risco também receberão cuidados especiais, casos de nomes como Regina CaséPaulo Figueiredo e Sthefany Brito, que está grávida.

Um fator importante, no entanto, diferencia os dois folhetins. Ao contrário da Globo, a Record decidiu não diminuir o número de capítulos de sua novela.

A história de Cristianne Fridman seguirá com o plano de gravar os 43 episódios restantes. Já a trama de Manuela Dias diminuiu de 50 para 23 a quantidade de capítulos restantes.

Nenhuma data, no entanto, foi fixada para a retomada da exibição de “Amor de Mãe” – que só volta em 2021 – e “Amor Sem Igual”.

Compartilhar