Conferir a reação do público e o cumprimento dos protocolos de segurança para a reabertura do comércio, iniciada na sexta-feira (24), foi o objetivo da visita feita na tarde desta segunda-feira (27) pelo presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Geraldo Júnior (MDB), e o diretor do Norte-Nordeste da Aliansce Shopping Centers, Ewerton Visco, ao Shopping da Bahia.

O chefe do Legislativo observou que os empresários foram além das exigências estabelecidas pelos poderes públicos. “Confesso que fiquei surpreso em reconhecer que em tão pouco tempo, com a supervisão de Ewerton Visco, os estabelecimentos comerciais conseguiram adquirir produtos de primeiro mundo, equipamentos de última geração para cumprir à risca as exigências, como controle de acesso e medição da temperatura dos clientes, indo além das restrições definidas”, enfatizou Geraldo Júnior. Ele, que foi um defensor da reabertura gradual e responsável das atividades econômicas, argumentou que os empresários movimentam a economia e geram emprego e renda, mas entenderam a importância “de associar a economia aos cuidados com a vida das pessoas em função da pandemia da Covid-19”.  Quanto ao comportamento do público Geraldo Júnior conferiu: “O povo compareceu de forma disciplinada e consequente, entendendo a importância de atender aos requisitos definidos nos protocolos de enfrentamento à pandemia”.

Segunda fase

Ewerton Visco frisou que o Shopping da Bahia foi o 37º reaberto no país, seguindo as normas de segurança estabelecidas pelos poderes públicos. Ele classificou como fundamental a postura da Câmara Municipal em se unir ao governo estadual e prefeitura para garantir a reabertura da economia, destacando a mediação do presidente Geraldo Júnior: “O vereador está presente aqui fisicamente nesta visita, mas esteve ao nosso lado todo o tempo, acompanhando toda a negociação”, “É vital que isso aconteça com a adoção de todos os protocolos. O que estamos vendo é o movimento esperado, alguns bancos e lojas com muita gente, ouras lojas com um menor número de pessoas. O importante também é ninguém abrir mão dos cuidados pessoais”, ressaltou o executivo. Ele ressaltou a urgência de se discutir a segunda fase da reabertura, incluindo restaurantes e lanchonetes, academias e outros segmentos, levando em consideração experiências exitosas em outros municípios.

Compartilhar