Em uma ação de fiscalização do cumprimento às medidas de combate a Covid-19, uma força-tarefa da prefeitura de Salvador realizou cerca de 4 mil vistorias durante o fim de semana, que resultaram na interdição de mais de 80 estabelecimentos comerciais da cidade.

Além disso, a fiscalização desfez 29 aglomerações e realizou apreensão de equipamentos sonoros, conhecido como “paredões”. A operação alcançou diversos estabelecimentos comerciais, como bares, restaurantes, espaços de conveniências e depósitos de bebidas, clínicas de estética, salões de beleza, barbearias e lojas em comércio de rua com área inferior a 200 metros quadrados.

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), através da Coordenadoria de Fiscalização e Combate à Poluição Sonora, registrou 1.737 denúncias no fim de semana. As fontes mais denunciadas foram residências, veículos e área pública.

No sábado (27), os locais visitados foram Pernambués, Mata Escura, Santo Inácio, Marechal Rondon, Dom Avelar, Castelo Branco, Águas Claras, Av. San Martin, IAPI, Caixa D’ Água, Cidade Nova, Lapinha, Sieiro, Liberdade, Alto do Peru, Boca do Rio, Mussurunga, Bromélia, Itapuã e Jardim das Margaridas.

Além disso, também foram apreendidas sete fontes sonoras, sendo cinco aparelhos de som de veículos e duas caixas amplificadoras em logradouro público.

No domingo (28), a fiscalização aconteceu no IAPI, Caixa D’ Água, Pau Miúdo, Pero Vaz, Liberdade, Jardim Cruzeiro, Uruguai, Vila Rui Barbosa, Caminho de Areia, Ribeira, Bonfim, Periperi, Barra, Boa Viagem, Monte Serrat, Alto do Cabrito, Boca do Rio, Mata Escura e Itapuã.

Também no domingo, foram apreendidos seis equipamentos sonoros, sendo quatro de veículos e dois equipamentos em estabelecimento comercial.

A ação foi feita pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Militar e fiscais da Coordenadoria de Fiscalização e Combate à Poluição Sonora.

Bairros restritos

A força-tarefa também ocorreu nos bairros que passam por medidas restritivas. Foram 275 vistorias na Federação, 118 no Engenho Velho da Federação e 546 no Imbuí, sem registros de irregularidades.

Em São Cristóvão, foram 1.080 vistorias e sete interdições, enquanto que o Engenho Velho de Brotas somou 402 vistorias e apenas uma interdição. No bairro de Santa Cruz, os agentes realizaram 130 vistorias e duas interdições. Em Tancredo Neves, foram 174 vistorias e uma interdição.

Fazenda Grande do Retiro contabilizou 80 vistorias e três interdições. Em Paripe, foram efetuadas 196 vistorias e cinco interdições. Em Pau da Lima, foram feitas 188 vistorias e seis interdições.

Compartilhar