A entrega de kits para os ambulantes cadastrados para atuarem no Festival Virada Salvador será feita nesta quarta (26) e quinta (27), das 9h às 17h, no Centro de Distribuição da Ambev, localizado na arena da festa, logo após o antigo Aeroclube, na Boca do Rio. De acordo com a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), a retirada será feita mediante apresentação do RG e Documento de Arrecadação Municipal (DAM) pago. Este ano foram cadastrados 1,5 mil ambulantes para a festa.

No local, onde terá um toldo sinalizado como “Entrega de Kit”, cada ambulante cadastrado receberá o kit oficial da festa, contendo um isopor grande e dois pequenos, e participará de palestras sobre legislação municipal, licenciamento, técnicas de vendas, permissão de produtos, noções de higiene, proibição do trabalho infantil e da venda de bebida alcoólica para menores de 18 anos, sob pena de cassação imediata da licença, sem prejuízo às demais sanções legais.

A secretaria adverte que não será permitida a comercialização de produtos em carros de mão, carros-prancha, fogareiros, caixotes, churrasqueiras, nem bebidas pré-preparadas artesanalmente. Também é proibido o uso de embalagens reaproveitadas, de louças, alumínio ou de vidro, que devem ser substituídas por descartáveis.

Os vendedores serão organizados em ilhas, distribuídas por diversos espaços da arena, para proporcionar mais comodidade ao público e não prejudicar a mobilidade. Por meio de uma parceria com a Ambev, a Semop vai promover palestras para os trabalhadores licenciados sobre: legislação municipal, licenciamento, técnicas de vendas, permissão de produtos, noções de higiene, proibição do trabalho infantil e da venda de bebida alcoólica para menores de 18 anos.

Os ambulantes que trabalharam na Arena Daniela Mercury no ano passado comemoraram um aumento de, em média, 40% nas vendas em relação à festa de 2017, que ocorreu na Praça Cairu, no Comércio. O resultado é atribuído ao maior fluxo de pessoas na Boca do Rio. A expectativa para este ano é de um resultado ainda melhor.

Espaço de acolhimento
Em consonância com o que prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que garante a proteção das crianças e adolescentes, os filhos dos ambulantes que trabalharão durante os dias do Festival Virada Salvador terão um espaço de convivência, fruto de uma parceria da Semop com a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA).

O acolhimento será realizado na Escola Municipal Luiza Mahin, situada na Avenida Simon Bolívar, Boca do Rio, próximo ao Centro de Convenções. O espaço terá atendimento 24 horas para crianças e jovens de 0 a 17 anos, do dia 27 de dezembro até o dia 2 de janeiro. Quem quiser deixar a criança lá basta se dirigir à escola portando Certidão de Nascimento do menor, RG e comprovante de residência, além dos documentos do responsável legal.

Compartilhar