As comemorações à São João estão chegando ao fim, mas alguns municípios ainda têm programação para este domingo (24). Em até Santo Antônio de Jesus (Saj) na noite de sábado (23)  para acompanhar os festejos na cidade. A festa segue hoje com Jânio Santana, Flor do Nordeste, Mara Ribeiro, Luan Santana, Juliano do Acordeon e Tio Barnabé. O arraiá começa às 19h, na praça do Forró, no Centro da cidade.

Não era preciso ser morador de Saj para perceber que ontem foi um dia atípico na região. Desde cedo cowboys e cowgirl desfilavam pelas ruas do centro da cidade. A bota, a calça jeans e a camisa quadriculada era a vestimenta básica, que fez do São João em Saj quase que uma festa de camisa. Por volta das 19h, quando se aproximava o início da festa, mototaxistas trabalhavam a todo vapor levando os forrozeiros até a praça. “Tem que aproveitar, né pai. Esse movimento é uma vez no ano”, afirmou um deles antes de subir na moto e sair levando mais uma cliente.

Moradores contaram que esse ano teve algumas novidades. Aumentaram a quantidade de barraquinhas vendendo bebidas e comidas típicas, e foi criada uma área específica para as barracas que vendiam produtos da região.

 “Ficou mais organizado e liberou mais a entrada. Isso foi bom porque o fluxo de gente é muito grande e o local de entrada era menor”, contou o administrador Jonatas Lima, 32 anos. Ele mora em Salvador, mas todos os anos aproveita a festa em Saj, com os familiares que moram no município.

Lá pelas tantas, ela veio. A chuva chegou forte e formou até poças d’água, mas se engana quem pensa que o povo arredou o pé. Botas ficaram enlameadas e era preciso se espremer entre a multidão para conseguir caminhar, mas o ‘dois pra lá dois pra cá’ era mais importante e a festa continuou até o dia raiá.

Para entrar na praça era preciso primeiro passar pela revista dos seguranças. “Nada de objetos pontiagudos, senhora”, alertava um deles. Após atrás o palco principal, por onde passaram Estakazero, Calcinha Preta, Henrique e Juliano, Virgílio, Mano Walter, Flávio José e Devinho Novaes, ficava a Vila do Forró. O espaço foi reservado para artistas locais. O repertório dominante era o pé de serra. Os casais tomaram conta do local e a paquera roulou solta.

Multidão
A praça ficou ainda mais cheia depois das 22h, quando começaram a chegar as pessoas que estavam no Forró do Lago. A festa de camisa foi realizada na Villa Music, também em Saj, antes da festa oficial da cidade. O evento foi patrocinado pela Skol, que aproveitou para lançar a nova Skol hops, uma cerveja puro malte com lúpulos aromáticos. “Cuidado, vá com calma porque essa deixa a gente alegrinho mais rápido”, aconselhou um turista carioca.

Na festa se apresentaram Bell Marques, Rafa e Pipo Marques, Marília Mendonça, Wesley Safadão e Simone, da dupla Simone e Simaria. A irmã dela não participou da festa. Em abril, a cantora foi diagnosticada com tuberculose e está afastada dos palcos enquanto se recupera. Emocionada, Simone disse que está sentido falta da parceira de show e convidou duas fãs para subir no palco e lhe dá um abraço.

Enquanto isso, voltando a praça do forró, uma multidão cantava em coro as músicas de Flávio José e, depois, de Devinho Novaes. No total, 30 atrações passaram pelo palco principal nesses dias de festa e foram 250h de apresentações.

No final da festa os sapatos estavam irreconhecíveis, a camisa estava ensopada de suor e os cabelos já não estavam tão arrumados quanto no início do arraiá, mas quem liga? Ano que vem tem mais.

Compartilhar