Até a manhã deste sábado (30), a prefeitura de Feira de Santana fechou 227 estabelecimentos por descumprimento do decreto municipal que proíbe o funcionamento de qualquer empreendimento que não preste serviços essenciais.

O decreto tem validade até a próxima segunda-feira (1º), mas há possibilidade de prorrogação, o que só será anunciado quando vencer este prazo.

Diante da desobediência de alguns comerciantes e empresários, o prefeito Colbert Martins (MDB) afirmou que pode tomar medidas mais duras.

“O próximo passo vai ser cassar o alvará de funcionamento destes estabelecimentos que estão reiteradamente contrariando as decisões da prefeitura e do governo do estado para evitar aglomerações. Temos que evitar reuniões em bares. Temos que evitar jogo de futebol. É preciso ficar em casa para não se contaminar e também levar a doença para sua família”, declarou.

Feira de Santana tem 426 casos confirmados de coronavírus, com cinco mortes.

Compartilhar