Os petroleiros discutiram com o prefeito de Salvador, ACM Neto, sobre as consequências do fechamento da Petrobrás para a cidade e o estado. A reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira (23), depois de um ato no Centro Administrativo da Bahia. ACM Neto também é presidente do Democratas e se comprometeu em levar a discussão para o Congresso.

Em nota, o prefeito assumiu o compromisso de defender os interesses dos servidores da empresa em Brasília, e informou que terá um encontro com o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, e com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, para debater o assunto. O presidente do Democratas na Bahia, deputado Paulo Azi, também participou da reunião.

Pela manhã, petroleiros, entidades da sociedade civil, prefeitos e parlamentares baianos participaram de uma mobilização pela permanência da Petrobras na Bahia. O ato público aconteceu no auditório Jorge Calmon da Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), e reuniu cerca de 2 mil pessoas, segundo os organizadores.

Auditório ficou lotado durante o ato de protesto (Foto: Carol Athayde/ Divulgação)

Compartilhar