Por Jeferson Jesus

Mais de 200 famílias foram desabrigadas na manhã desta terça-feira, 31, do loteamento do Caji, bairro de Vida Nova, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.

De acordo com o mestre de obras Cláudio Abreu, um dos porta-vozes do movimento, a ocupação da área considerada pública ocorreu há 15 dias. “Barracos montados foram derrubados, o solo não estava sendo utilizado, não havia plantio, então aconteceu a posse”, disse. Ainda segundo ele, estima-se que 230 famílias estavam no local.

Conforme revelou, o território pertence legalmente à Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), porém, segundo ele, não houve notificação prévia para que as famílias deixassem o local.

A informação foi confirmada pela Companhia. “A Conder é proprietária do imóvel em questão. Durante a ação de cercamento da área de sua propriedade, chegaram ao local pessoas que moram nas imediações do loteamento, mas que não ocupavam o terreno em questão, onde se verificou apenas delimitações improvisadas, demonstrando o caráter orquestrado para uma futura ocupação irregular. O terreno tem finalidade pública com utilização a ser definida por esta Companhia”, explicou o órgão, em nota enviada pela assessoria.

(informações A Tarde)

Compartilhar