O exame dos familiares da segunda mulher a contrair coronavírus, em Feira de Santana, deu negativo. A informação foi confirmada na noite deste domingo, 8, pelo comitê que acompanha as ações de controle da doença no município.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), foram examinadas os dois filhos, um menino e uma menina, além de uma cunhada e seu marido, bem como do filho deste casal. Essas pessoas tiveram contato com ela antes de entrar em isolamento domiciliar.

A mulher, que não teve o nome identificado, contraiu a doença após ter mantido contato com a patroa, que foi o primeiro caso do vírus na Bahia. A primeira paciente do coronavírus mora em Feira de Santana, mas foi contagiada durante uma viagem recente para Itália.

A Secretaria Municipal de Saúde havia solicitado em caráter de urgência, que os exames nos familiares da segunda paciente, realizados no Laboratório Central da Bahia (Lacen).

Ainda de acordo com a Secom, o Comitê também afirmou, neste domingo, que a análise no laboratório da Universidade Federal da Bahia (Ufba) constatou que não houve transmissão entre a mulher que veio da Itália e suas filhas, além de um tio que a levou duas vezes a uma clínica de Salvador para ser examinada.

“Não estamos medindo esforços. Todos estão se dedicando muito, não apenas quem está à frente, mas todos os nossos colaboradores”, afirmou a secretária de Saúde, Denise Mascarenhas.

Para a coordenadora do Comitê, a médica infectologista Melissa Falcão, os exames deram resultado tranquilizador, pois eliminam a possibilidade de ter ocorrido transmissão do vírus entre as duas pacientes. Sobre os esforços da equipe, a médica ressalta que tem sido “determinante para essas primeiras vitórias. Temos muito a fazer daqui por diante, mas os êxitos obtidos até aqui, sem dúvida, são significativos”, pontua.

 

Compartilhar