O ex-ministro Gustavo Bebianno morreu na manhã deste sábado (14), em Teresópolis, no Rio de Janeiro. Segundo o Jornal O Globo, Bebianno teve um infarto fulminante aos 56 anos.

Ele estava em seu sítio na cidade, ao lado do caseiro e do filho. Ao jornal O Globo, o presidente do PSDB no Rio de Janeiro, Paulo Marinho, afirmou que o ex-secretário geral da Presidência no governo de Jair Bolsonaro avisou ao filho que estava passando mal por volta de 4h30 da manhã. Pouco depois, ele caiu e sofreu ferimentos na cabeça.

Bebianno chegou a ser encaminhado a um hospital, mas morreu na unidade.

Presidente do PSL
Em 2018, Bebianno foi presidente nacional do PSL coordenador da campanha de Jair Bolsonaro à Presidência. Depois de integrar o governo, ele foi demitido em fevereiro de 2019.

Ele era pré-candidato à prefeitura do Rio de Janeiro pelo PSDB.

Compartilhar