O lateral-direito Régis Souza, que atualmente defende o São Bento-SP, foi preso nesta quarta-feira (13) sob a acusação de posse de drogas e embriaguez ao volante, em Sorocaba, interior de São Paulo. O atleta, que atuou pelo Bahia em 2017, foi abordado por policiais militares quando tentava deixar um posto de combustível em uma avenida na zona norte da cidade visivelmente alterado.

O jogador teria resistido à abordagem e acabou sendo levado para o plantão da Polícia Civil. Em sua carteira, foi encontrada uma porção de pó branco semelhante à cocaína. Como não concordou em fazer o teste do bafômetro, o atleta foi encaminhado para a coleta de material para exame em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Régis foi contratado pelo São Bento após passagens pelo São Paulo, CSA e Bahia, onde fez parte do elenco no segundo semestre de 2017, mas sem ser muito aproveitado.

No clube de Alagoas, ele havia marcado dois gols em sete jogos disputados, mas se envolveu em uma polêmica extracampo, quando se envolveu numa confusão em um motel de Maceió, e foi dispensado.

Ele também já foi detido, em 2018, por ameaça e violação de domicílio – invadiu o apartamento de uma vizinha.

O lateral de 28 anos chegou ao clube de Sorocaba em 27 de fevereiro, prometendo ajudar o time a se recuperar na briga contra o rebaixamento no Campeonato Paulista.

O São Bento é lanterna da competição com apenas quatro pontos e está ameaçado de cair. Recém-chegado, Régis ainda não tinha atuado pela equipe. Ele mora no alojamento do clube e, segundo outros jogadores, não passou a noite no local.

Na manhã desta quarta, ele era esperado para o treino da equipe, visando ao jogo de sexta-feira, contra o Red Bull Brasil, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Por conta da prisão, o atleta não participou da atividade. No início da tarde, o presidente do São Bento, Márcio Dias, compareceu ao plantão policial para acompanhar o caso. Havia expectativa de que fosse fixada uma fiança para a liberação do atleta.

Após ser dispensado pelo São Paulo em 2018, Régis admitiu problemas com drogas. O lateral já havia jogado pelo São Bento anteriormente. Também teve passagens pelo Guarani, Ponte Preta e Portuguesa, entre outros times.

Compartilhar