No Brasil, assim como nos demais países do mundo, os casos mais graves de covid-19 têm sido registrados principalmente entre os homens com mais de 60 anos. Em um estudo apoiado pela Fapesp, pesquisadores da Unesp (Universidade Estadual Paulista) em Botucatu (SP) descobriram que justamente nesse grupo de pacientes a expressão de um gene chamado TRIB3 está diminuída nas células epiteliais do pulmão —alvos preferenciais do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Em artigo publicado na plataforma bioRixv, em versão pré-print (ainda sem revisão por pares), o grupo coordenado pelo professor do Instituto de Biociências (IBB-Unesp) Robson Carvalho apresenta dados de estudos anteriores que indicam o potencial da proteína TRIB3, codificada pelo gene de mesmo nome, de inibir a infecção e a replicação de vírus semelhantes ao SARS-CoV-2.

Compartilhar