Por Priscila Carvalho

O surgimento de acne pode acontecer sim para quem suplementa vitamina B12, principalmente se pessoa tem tendência em ter mais glândulas sebáceas ou está ingerindo uma quantidade excessiva da vitamina. Esse nutriente é uma vitamina do complexo B e é adequada para o bom funcionamento das atividades biológicas e encontrada em alimentos de origem animal. Quando está em um nível baixo no organismo, é indicado a suplementação por via oral ou injetável.

Quando há um consumo excessivo ou até mesmo sem recomendação médica para cada paciente, há um aumento da substância no organismo e as bactérias da microbiota da pele sofrem alteração, justamente por reconhecem grandes quantidades de glândula sebácea no nosso corpo.

Por causa dessa alteração, a vitamina B12 começa a não ser sintetizada no organismo e produz uma substância chamada porfirina, que é responsável pela produção de espinhas e processo inflamatório na pele. Geralmente os métodos injetáveis provocam mais o problema e as espinhas podem aparecer principalmente na região do tronco. Em alguns casos, também podem surgir na testa e ao redor do rosto.

Vale lembrar que pessoas que possuem a pele mais oleosa tendem a sofrer mais com espinhas, mas é muito importante receber a orientação médica, já que como todo remédio, os suplementos também têm efeitos colaterais e podem agir de uma outra forma. De qualquer modo, caso você sinta esse sintoma, é importante conversar com o profissional de saúde que lhe receitou o suplemento, ele pode fazer um ajuste na dose ou investigar se não há nenhum outro problema.

Fontes: Marcella Garcez Duarte, nutróloga, professora e diretora da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia); Leonardo Abrucio, dermatologista da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Compartilhar