A pandemia paralisou viagens ao redor do mundo e fez com que muitos estabelecimentos turísticos tivessem que fechar as portas por falta de clientes.

Mas você sabia que, na cidade inglesa de Norwich (a 190 quilômetros de Londres), existe um hotel com uma história que remonta à Idade Média e que, ao longo dos séculos, sobreviveu a guerras, à peste e, agora, ao coronavírus?

Trata-se do Maids Head Hotel, que ocupa um espaço que é usado como local de hospedagem há mais de 800 anos — e cujas portas foram reabertas no último mês de julho, após ficarem quase quatro meses fechadas por causa da pandemia.

Seu nome atual foi adotado no século 15 — e sua trajetória renderia um eletrizante livro.

Nos salões do hotel foram realizadas festas que animaram membros da realeza, como um evento em 1520 que contou com a presença da rainha Catarina de Aragão, primeira esposa de Henrique VIII.

Quase três décadas depois, em 1549, os eventos festivos foram substituídos por acontecimentos bélicos.

Naquele ano, Norwich esteve no epicentro do levante popular conhecido como Kett’s Rebellion, em que camponeses pegaram em armas depois que as terras onde eles trabalhavam foram tomadas por ricos proprietários rurais desta região da Inglaterra.

Maids head - Divulgação - Divulgação

Interior do Maids Head Hotel nos anos 1920

Imagem: Divulgação

A cidade foi invadida pelos revoltosos e virou palco de confrontos entre os camponeses e forças armadas a serviço da monarquia.

Em 1549, durante a Kett’s Rebellion, o Maids Head foi ocupado por tropas reais. Foi uma época marcante para nós”Georgina Postlethwaite, gerente do hotel

Peste e mais guerras

Em 1637, Norwich foi atingida por um surto de peste. De acordo com registros do Maids Head, à época o hotel foi indicado como um local seguro para se proteger da crise sanitária avassaladora.

As turbulências do século 17, entretanto, não pararam por aí: em 1642, a Inglaterra se viu tomada por um conflito armado entre opositores e defensores da monarquia. Na época, o Maids Head virou um ponto de encontro de grupos monarquistas.

Restaurante do hotel hoje e antigamente, quando foi ponto de encontro de monarquistas (séc. 17) e de tropas americanas durante a Segunda Guerra.

Em 1684, a história do estabelecimento ficou marcada por um crime que ocorreu em seu bar: após uma longa noite de bebedeira, dois clientes brigaram e um acabou matando o outro no local.

Mesmo enfrentando tantos episódios dramáticos por séculos seguidos, o hotel só correu o risco de ser fechado nos anos 1890, quando o lugar quase deixou de ser um estabelecimento de hospedagem para se transformar em outro tipo de negócio.

Porém, Walter Rye, que viria ser prefeito de Norwich, adquiriu o local e decidiu mantê-lo como um hotel, salvando-o de ser transformado”Georgina Postlethwaite

maids heads - Divulgação - Divulgação

Fachada do hotel nos anos 1920: a estrutura resistiu até a borbardeios da Segunda Guerra, décadas mais tarde

Imagem: Divulgação

Mas as guerras ainda estavam à espreita: durante a Segunda Guerra Mundial, o Maids Head era um popular ponto de encontro de militares estadunidenses estacionados na região onde se localiza Norwich.

A cidade, aliás, sofreu grandes bombardeios da Força Aérea alemã durante o conflito. Georgina, porém, afirma que o hotel escapou ileso aos ataques nazistas.

maids head quarto antigo - Divulgação - Divulgação

Quarto do hotel em 1920…

Imagem: Divulgação

maids head atual - Divulgação - Divulgação

… e sua versão atual, modernizada

Imagem: Divulgação

Tempos modernos

O Maids Head passou por grandes reformas e expansões ao longo da segunda metade do século 20.

E, neste século 21, o hotel foi adquirido por um novo dono, que investiu milhões de libras esterlinas no negócio — o que ajudou o Maids Head a suportar a crise gerada pela pandemia.

Hoje, o hotel mistura as características do seu edifício histórico com mais de 80 acomodações elegantes e de toques modernos e um restaurante, chamado WinePress, que serve sofisticadas receitas gastronômicas.

Além disso, durante a estadia, os hóspedes têm a chance de passear por Norwich e arredores a bordo de dois Bentleys.

O “novo” Maids Head

Reabertura e novidades

O hotel reabriu no último mês de julho com uma série de medidas sanitárias para combater a disseminação do coronavírus, como a adoção de uma câmera que mede a temperatura das pessoas, e com planos para oferecer novos serviços para os clientes.

“Estamos renovados e, agora, possuímos um barco que usaremos para fazer passeios no rio acompanhados por canapés e champanhe”, informa Georgina.

Para se hospedar no Maids Head, há diárias custando cerca de 100 libras esterlinas (aproxidamente R$ 730).

Compartilhar