Relator do texto do Projeto de Lei nº 4.078/2020, que estabelece que todos os recursos federais repassados a estados e municípios não aplicados em 2020 poderão ser gastos até 31 de dezembro de 2021, o senador Otto Alencar (PSD-BA) informou que caso a matéria seja aprovada pelo Congresso passaria sem vetos também pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Contudo, o parlamentar baiano também afirmou não confiar que isso possa ocorrer.

“Já chegamos a fazer acordos do governo aprovar sem vetos, mas, por se tratar de um governo inseguro, termina vetando”, explicou Otto, em entrevista na manhã desta quarta-feira, 16, na rádio A TARDE FM.

“Nós estamos trabalhando com um governo muito confuso e muito indeciso. Nunca vi na história do Brasil um presidente fazer um veto às multas das igrejas que foram colocadas no projeto do Senado e da Câmara, aprovada em Congresso, e depois pediu para o Congresso derrubar o próprio veto”, completou.

Compartilhar