Vinte e oito estabelecimentos foram interditados no último final de semana, pela Prefeitura de Salvador, após desobedecerem o cumprimento das medidas de prevenção e controle do coronavírus, assegurando o isolamento social, fundamental para conter a pandemia. Com as interdições dos lútimos dois dias, chega a 85 o número de estabelecimentos sancionados pela Prefeitura desde o decreto. Os espaços comerciais foram vistoriados através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM).

No sábado, 28, 21 estabelecimentos foram interditados e outros cinco tiveram seus alvarás de funcionamento cassados. No domingo, 29, foram mais sete estabelecimentos interditados, sendo cinco bares e restaurantes localizados em Mata Escura, Arenoso, Cabula VI e Brotas e duas lojas de conveniência de postos de combustíveis, na Avenida Paralela e no bairro de São Caetano.

A força-tarefa já acumula 3.539 vistorias em estabelecimentos de Salvador desde o dia 18 de março até o último domingo. No total, as vistorias já alcançaram 1.885 bares e restaurantes, 508 academias, 483 instituições de ensinos (faculdades, cursos, escolas, creche), 264 templos religiosos, 17 casas de eventos, três cinemas, um parque infantil, 80 shoppings/centros comerciais, 19 call centers, 19 obras, 112 clínicas de estética e salão de beleza, 28 supermercados e 79 lojas em comércio de rua, com área superior a 200 metros quadrados.

Nesse período de operações, 85 espaços foram interditados, sendo 18 instituições de ensino, 27 lojas, um shopping, 20 bares/restaurantes, uma clínica, sete salões de beleza/barbearia, uma delicatessen, três lojas de conveniência de posto de combustível, quatro depósitos de bebidas, além de três obras. Além disso, de acordo com a Sedur, 32 estabelecimentos tiveram alvará cassado.

Compartilhar