Com uma carreira irretocável nas artes marciais, Henry Cejudo surpreendeu o mundo do MMA ao anunciar aposentadoria aos 33 anos após vencer Dominick Cruz em maio deste ano. Campeão olímpico de wrestling e dos pesos-moscas (até 57kg) e galos (até 61kg) do Ultimate, o americano optou por abandonar o esporte quando vivia seu auge. Apesar disso, seu treinador, Eric Albarracin, acredita que um retorno ao octógono é possível, desde que seja pelo cinturão do peso-pena (até 66kg), que pertence a Alex Volkanovski atualmente, e pelo valor certo de bolsa.

– Na verdade, ele só quer uma luta: Volkanovski. Então se os caras pagarem o que ele merece, eu acho que talvez ele volte para a luta pelo título mundial nos 66kg e ele ganha. Eu tenho o melhor cara do mundo nos 66kg, Patrício Pitbull. É o melhor de todos. E Cejudo treina com Patrício. Temos o cara perfeito. Tem outros também na Pitbull Brothers, como Ronaldo Capitão, que tem o mesmo corpo de Volkanovski. Temos as pessoas para imitar Volkanovski, mas Volkanovski não tem ninguém. Não tem outro “Triple C” no mundo. Não tem outro campeão com dois cinturões. A questão é se os fãs vão pedir essa luta. Se Volkanovski pedir essa luta, os fãs pedirem essa luta… Cejudo salvou o peso-mosca, agora o peso-galo é a categoria mais quente do UFC, a categoria de Cejudo. Agora, talvez ele tenha que salvar os penas também porque esses caras são chatos pra c*** – disparou Albarracin, em entrevista ao Combate.com.

Compartilhar