Por Vitor Castro

Entra em vigor hoje o decreto municipal que exige da população a uso de máscara de proteção tanto no transporte público quanto em ambientes de trabalho e no trânsito. As blitzes de caráter educativo devem ocorrer em diversos pontos com o objetivo de orientar motoristas e passageiros sobre a necessidade. No transporte coletivo, a partir de segunda-feira, quem estiver sem máscara, seja ela reutilizável ou não, não poderá permanecer no veículo.

Hoje a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) inicia uma campanha educativa. As estações da Lapa, Pirajá, Acesso Norte e Mussurunga e outros 80 pontos devem ser alvo da ação. “Até domingo faremos um trabalho de conscientização, distribuindo panfletos e fazendo palestras nos ônibus. Na segunda-feira, quem estiver sem máscara não entra no transporte”, explicou o secretário Fábio Motta.

De acordo com Motta, agentes da pasta, junto à Guarda Municipal e a Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador) fiscalizarão o uso. Os motoristas foram orientados para não permitir a subida dos passageiros que descumprirem a medida.

Para os motoristas particulares, as blitzes agora serão apenas de caráter educativo. De acordo com o superintendente da pasta, Fabrizzio Müller, num primeiro momento as operações devem acontecer diariamente.

No último sábado, o prefeito ACM Neto ressaltou que, a depender da adesão, uma multa pode ser cobrada. “Fugimos um pouco da blitz tradicional, onde as pessoas acabam sendo punidas, para tentar fazer com que as pessoas se conscientizem”, disse Fabrizzio Müller.

De acordo com o Decreto 32.357, o uso é obrigatório tanto para os condutores quanto para os passageiros. A medida não se aplica quando o motorista estiver sozinho.

Compartilhar