Uma servidora do Presídio Feminino, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, foi afastada das atividades após ser diagnosticada com coronavírus. A informação foi confirmada pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap), na manhã desta quarta-feira (1).

Através de nota, a Seap afirmou que a servidora diagnosticada com coronavírus é enfermeira e foi colocada em quarentena. Não foi informado entretanto, quando o diagnóstico foi feito.

Além disso, a Seap informou que um interno da Colônia Penal Lafayete Coutinho, localizada no bairro de Cajazeiras VI, apresentou sintomas da doença, passou por exames, mas testou negativo para a Covid-19. Ele foi diagnosticado com tuberculose e passa por tratamento.

“A Seap possui um plano de contingência para a Covid-19, mas não houve nenhum caso de interno infectado até o momento”, diz a nota da secretaria.

O plano de contingência, ainda segundo a Seap, tem por objetivo manter a saúde dos internos e a contenção do vírus, e é atualizado regularmente, assim como as determinações protocolares vigentes.

O sistema carcerário baiano conta atualmente com 14.083 internos.

Até a manhã desta quarta-feira (1º), a Bahia havia registrado mais de 210 casos confirmados de coronavírus. Além disso, duas mortes foram registradas no estado em decorrência da doença.

Compartilhar