O deputado estadual Paulo Câmara (PSDB) sugeriu, nesta terça-feira, 17, que o governo estadual desaproprie efetivamente o Hospital Espanhol, no bairro da Barra, em Salvador, para auxílio no combate ao avanço do coronavírus.

“Nesse momento de crise, em que não sabemos ao certo o cenário dos próximos dias, temos um hospital pronto, com uma estrutura equipada, mas que está parado, podendo ser utilizado pelo estado para atendimento da população caso haja o avanço do coronavírus na Bahia”, explicou.

Em setembro de 2019, o governo estadual fez um pedido de desapropriação no valor de R$ 82 milhões. No entanto, a avaliação é que o valor está abaixo do montante do ativo imobiliário do equipamento, avaliado pela Justiça em R$ 195 milhões, e passa distante da dívida total do hospital, que está acima de R$ 450 milhões.

“Diante de um cenário de crise como esse, considero que é o momento ideal para a Justiça determinar o valor final do imóvel e destravar de vez esse impasse para se chegar a um acordo entre as partes”, defendeu Paulo Câmara.

Compartilhar