Em Salvador para comandar o Bahia, o técnico Mano Menezes acompanhou o jogo da última quinta-feira, contra o Grêmio, em Pituaçu, e não deve estar satisfeito com o que viu, sobretudo a partir do primeiro gol dos gaúchos na derrota por 2 a 0. O Tricolor até começou melhor a partida, mas desperdiçou as oportunidades que teve e, na defesa, se mostrou inseguro. Situação que deixa o time na porta da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Mano recebe o Bahia na 15ª posição e com nove pontos, um a mais que o Athletico, clube que abre a zona de rebaixamento. O Tricolor não vence há seis partidas, quando somou apenas três pontos dos 18 em disputa. Fora de casa, tem um ponto em três jogos.

Como desafio mais urgente para o treinador nesse início de trabalho está o sistema defensivo do Bahia. Com um jogo a menos que muitas equipes, o Tricolor sofreu 14 gols em 8 partidas (média de 1,75) e tem a defesa mais vazada ao lado do Bragantino.

O antecessor de Mano, Roger Machado, mexeu no setor, trocou peças, assim como o interino Cláudio Prates. Ainda assim, o clube não se acertou. Contra o Grêmio, sofreu gol com origem em lateral. Problema que foi reconhecido por Élber e Ernando.

– A equipe fez um bom primeiro tempo. Na maior parte do jogo, conseguimos controlar o Grêmio e tivemos as melhores oportunidades. Mas não fizemos e em uma bobeira do time tomamos um gol de lateral, que não pode tomar de maneira alguma. É ter tranquilidade para melhorar – avaliou Élber no intervalo.
– Quase não estavam chegando no gol, foi em lateral, uma atenção nossa. Temos que melhorar, não tem jogo fácil. E quando aparecer oportunidades, temos que fazer. Temos que parar de tomar gol para o resultado vir naturalmente – disse Ernando após a partida.

Na frente, a situação também não está fácil. Artilheiro do Bahia na temporada, com sete gols, Gilberto não balança as redes há dez jogos, desde antes da pausa no futebol por conta da pandemia do coronavírus.

Nesse cenário, Mano Menezes também não tem muito tempo para ajustar o seu time. Nessa sexta-feira, o treinador faz seu primeiro treino no clube e, dois dias depois, já comanda o Tricolor contra o Atlético-GO, em Pituaçu.

Compartilhar