O PSL foi o partido que mais cresceu no Brasil em número de filiados, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral. A deputada federal e presidente da sigla na Bahia, Professora Dayane Pimentel, atribui o crescimento de 27% à fidelidade do partido às bandeiras programáticas que tornou evidentes nas eleições de 2018.

“O PSL é um partido de direita que defende os valores mais caros aos brasileiros, como os falores da família, a proteção à nossa liberdade religiosa, a economia liberal e combate intransigente ao crime, à corrupção. São essas bandeiras que nos mantêm em crescimento tanto no Brasil quanto na Bahia”, disse a presidente estadual do PSL, Dayane Pimentel.

Nacionalmente, o PSL passou de 344.333 mil filiados para 435.890, o que representa crescimento de 27% entre março e abril. Na Bahia, a sigla cresceu 6%, passando de 25.507 filiados para 27.054, também na comparação entre os dois meses citados. Se for considerada a variação após a saída do presidente Jair Bolsonaro do partido, o crescimento nacional de filiados foi de 24,8%, o que corresponde a 86 mil filiados a mais.

Compartilhar