Secretária nacional de Políticas para as Mulheres do Ministério da Mulher, Família e Direitos Huamanos, a baiana Tia Eron (PRB) minimiza as polêmicas envolvidas pelos dois chefes: a ministra Damares Alves e o presidente Jair Bolsonaro.

Para ela, a chefe da pasta está sofrendo com o machismo enraizado na sociedade. “Então, a ministra Damares é aquela que mais se assemelha com as propostas do próprio presidente Bolsonaro. E, provavelmente em função disso, a mira esteja sempre voltada na direção dela”, declara Tia Eron, em entrevista à Tribuna da Bahia.

Compartilhar