cunha-eduardo

A Câmara dos Deputados tem um novo diretor-geral. Sérgio Sampaio deixou o cargo para assumir a Casa Civil do Governo do Distrito Federal, na semana passada, e foi substituído por Rômulo Mesquita, antigo diretor administrativo da Câmara, homem de confiança do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Mas, de acordo com a coluna Radar Online, da revista Veja, a saída passou longe de ter sido amistosa. Muito pelo contrário. Segundo a publicação, os deputados e outros diretores presenciavam de cenas “para lá de constrangedoras” de Cunha em relação a Sampaio, como quando o Pinguim serviu um almoço e os garçons, propositalmente, não trouxeram um prato para o diretor-geral, que passou a reunião sem comer nada. Já Mesquita, pelo contrário, sempre teve seu prato garantido.

Compartilhar