O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) alfinetou o técnico Tite, da seleção brasileira, na manhã desta segunda-feira, 7.

“Eu sou do tempo em que o jogador de futebol, quando era convocado para a Seleção Brasileira, era considerado uma honra. Técnico não quer mais? Cuiabá está precisando de técnico. Leva lá, sai, pede o boné. Isso é uma discussão, neste momento, totalmente disfuncional”, disse Mourão.

De acordo com o vice-presidente, houve outros momentos que as contestações eram maiores no Brasil, como durante a ditadura militar.

“Ninguém deixou de servir a Seleção Brasileira. Bobagem isso aí”, argumentou Mourão, que é torcedor do Flamengo.

O general ainda fez a afirmação ao ser questionado sobre rumores de que jogadores da Seleção se recusariam, em protesto pela realização da Copa América no Brasil, a participar da disputa.

“Não vou entrar nessa discussão. Eu acho que faz parte dessa disfuncionalidade que estamos vivendo”, finalizou.

Compartilhar