Um novo lote com 405 mil doses da vacina contra a Covid-19 chegou à Bahia, na manhã desta segunda-feira (3). A carga de imunizantes foi transportada em um avião da Latam, que pousou no aeroporto de Salvador, por volta das 9h45.

No domingo, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), anunciou que chegariam também , nesta manhã, 26.910 doses da vacina da Pfizer/BioNTech. Na manhã desta segunda, contudo, a secretaria divulgou nota, informando que a carga das vacinas da Pfizer não embarcaram.

“A empresa de logística do Ministério da Saúde informou às 9h15 desta segunda-feira (3), que as vacinas da Pfizer não embarcaram no avião que saiu do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, às 7h45, com destino ao aeroporto internacional de Salvador. Não há detalhes sobre os motivos que impediram o embarque da carga, porém ainda estimam a entrega para hoje, às 16h20”, diz a nota da Sesab.

Este seria o primeiro lote da vacina da Pfizer a chegar na Bahia. Essas doses possuem uma logística diferenciada em relação aos demais imunobiológicos entregues pelo Ministério da Saúde, em virtude da necessidade de serem armazenadas em temperaturas de até -70°C.

Ainda de acordo com a Sesab, as vacinas da Pfizer serão transportadas em uma caixa especial, lacrada, que somente será aberta no local de armazenamento definitivo na capital baiana. As vacinas da Pfizer chegam em solo baiano em temperaturas que variam de -25°C a -15°C, com a validade de 14 dias. Se submetidas a temperaturas de 2°C a 8°C, o prazo de utilização cai para cinco dias.

Após serem desembarcadas, as doses da AstraZeneca que chegaram nesta manhã seguem para a sede do Grupamento Aéreo da POlícia Militar (Graer),que fica no próproo aeroporto. Lá, os imunizantes passarão por conferência e serão contadas para, posteriormente, serem distribuídas entre as cidades baianas.

Compartilhar