A prefeitura de Salvador anunciou na manhã desta terça-feira (4) que vacinará contra a Covid-19 todos os trabalhadores da Educação da cidade. A medida atende a decisão do juiz Ruy Eduardo de Almeida Britto, que acatou pedido feito pelo Instituto de Gestão Pública (IBGP).

Anteriormente, o cronograma de vacinação contemplava trabalhadores da Educação a partir de 40 anos de idade.

Com a decisão, a imunização deste grupo começará a partir de 13h desta terça.

Segundo a prefeitura, 80% dos trabalhadores da Educação da rede pública já foram vacinados e a previsão é de que, até quarta-feira (5), a imunização alcance 100% dos profissionais.

“Decisão judicial não se questiona, se cumpre. Nós vamos cumprir de imediato e começar hoje mesmo a vacinação. Salvador vai ser a primeira cidade no Brasil a vacinar todos os trabalhadores da educação”, disse o prefeito Bruno Reis.

Para receberem a imunização, os profissionais da Saúde deve si dirigir aos mesmo pontos já estabelecidos para parte da categoria que já tinha sido contemplada anteriormente:

Drive thrus:

  • FBDC Brotas;
  • Unijorge (Campus Paralela);
  • Universidade Católica de Salvador (Campus Pituaçu);

Pontos fixos:

  • FBDC Brotas;
  • Unijorge (Campus Paralela);
  • Colégio da Polícia Militar (Dendezeiros);
  • Universidade Católica de Salvador (Campus Pituaçu);

Retomada das aulas semipresenciais em Salvador

A retomada das aulas semipresenciais começou na segunda-feira, na capital baiana. Na ocasião, parte das instituições de ensino não aderiram ao retorno. A maioria das escolas ficou vazia.

A retomada das aulas presenciais causa polêmica desde seu anúncio, já que os professores municipais decidiram que não vão retomar às aulas, sem vacinação completa da categoria.

Salvador tem aproximadamente 160 mil alunos na rede municipal e 143 mil na rede particular. Desde o dia 18 de março de 2020, as atividades presenciais foram suspensas. A partir desta segunda, as escolas estão autorizadas a reabrir, mas têm que respeitar os protocolos estabelecidos pela prefeitura.

O prefeito da capital baiana, Bruno Reis, anunciou a retomada das aulas de forma semipresencial, na sexta-feira (23). O objetivo da prefeitura é que haja um escalonamento dos estudantes e por aula, apenas 50% de uma turma poderá estar na sala. As aulas serão escalonadas no entanto, os alunos voltarão a ter contato com os professores e demais funcionários das escolas.

Apesar do início da vacinação contra a Covid-19 nos trabalhadores da Educação Básica, a partir de 40 anos, o coordenador-geral da APLB, destaca que antes de qualquer retomada das atividades é preciso que toda a categoria esteja vacinada.

Compartilhar